Estereótipos e humor: assédio sexual

Contribuição: Gilcimar Dantas

Um casal sai de férias para um hotel-fazenda.
O homem gosta de pescar e a mulher gosta de ler.
Uma manhã, o marido volta da pesca e resolve tirar uma soneca.
Apesar de não conhecer bem o lago, a mulher decide pegar o barco do marido e ler no lago.
Ela navega um pouco, ancora, e continua lendo seu livro.
Chega um guarda do parque em seu barco, pára ao lado da mulher e fala:
– Bom dia, madame. O que está fazendo?
– Lendo um livro – responde e pensa: “será que não é óbvio?”
– A senhora está em uma área restrita em que a pesca é proibida, informa.
– Sinto muito, tenente, mas não estou pescando, estou lendo.
– Sim, mas com todo o equipamento de pesca. Pelo que sei, a senhora pode começar a qualquer momento. Se não sair daí imediatamente, terei de multá-la e processá-la.
– Se o senhor fizer isso, terei que acusá-lo de assédio sexual.
– Mas eu nem sequer a toquei! – diz o guarda.
– É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento. Pelo que sei, pode começar a qualquer momento.
– Tenha um bom dia madame, diz ele. E vai embora.

Estereótipos e humor: concerto do U2 em Lisboa

Contribuição: Alineton Adson

Em um concerto do U2 em Lisboa, Bono (o vocalista da banda) pediu silêncio ao público e começou a bater palmas compassadamente. Olhando para as pessoas, que estavam em silêncio, ele disse ao microfone:
– Eu quero que vocês percebam algo muito sério.
A cada batida de minhas mãos, uma criança morre na África.
Nesse momento uma voz das arquibancadas grita:
– Então para de bater, óh filho da puta!…

Estereótipos e humor: burrice feminina

Contribuição: Alineton Adson

Qual é a esposa mais burra?
Um Alemão, um inglês e um português competiam para saber quem tinha a mulher mais burra.
O inglês começou :
– É a minha. Ela comprou uma bicicleta com 18 marchas, muito cara, e nem sabe andar de bicicleta!
E o alemão:
– Isso não é nada. A minha mulher mandou construir uma piscina no quintal de casa e não saber nadar!
O português da uma gargalhada e diz :
– Pois a minha mulher é muito mais burra. Ela vai passar o Carnaval em Salvador, comprou uma caixa de camisinhas e nem pinto ela tem!!!

Estereótipos e humor: a discriminação do “louco”

Contribuição: Camila Novaes

Os pacientes com transtorno mental carregam o estigma da loucura. As pessoas que se auto-categorizam como sãs vêem de forma negativa aqueles que demonstram estar fora da realidade. A generalização acontece e o sintoma parece ser a única imagem mental que vem à mente do preconceituoso. O preconceito contra estes pacientes pode ser visto em diversas anedotas sobre o tema. Afinal, preconceito contra o quê? Escolha a categoria em que você se encaixa. Quem é o louco aqui?

GRAVAÇÃO NA SECRETÁRIA ELETRÔNICA DO CENTRO DE SAÚDE MENTAL

“Obrigado por ligar para o Instituto de Saúde Mental, sua mais saudável companhia em seus momentos de maior loucura.

Se você é obsessivo e compulsivo pressione 1, repetidamente;
Se você é dependente, peça a alguem que pressione o 2 por você;
Se tem múltiplas personalidades pressione o 3, 4, 5, e o 6;
Se você é paranóico, sabemos quem é você, o que faz e o que quer. Espere na linha enquanto rastreamos sua chamada;
Se você sofre de alucinações, pressione o 7 e sua chamada será transferida para o Departamento de Elefantes Cor de Rosa;
Se você é esquizofrênico, escute cuidadosamente e uma vozinha lhe dirá que número pressionar;
Se você é depressivo, não importa que número disque. Ninguém vai responder;
Se você sofre de amnésia, pressione o 8 e diga em voz alta seu nome, endereço, número da carteira de identidade, data do nascimento, estado civil e o nome de solteira de sua mãe;
Se você sofre de stress pós-traumático, pressione lentamente a tecla # até que alguém tenha piedade de você;
Se sofre de indecisão, deixe sua mensagem logo que escute o bip… Ou antes do bip… Ou depois do bip… Ou durante o bip… De qualquer modo, espere o bip…;
Se sofre de perda de memória para fatos recentes, pressione 9. Se sofre de perda de memória para fatos recentes, pressione 9. Se sofre de perda de memória para fatos recentes, pressione 9. Se sofre de perda de memória para fatos recentes, pressione 9;
Se tem baixa auto-estima, por favor desligue. Nossos operadores estão ocupados atendendo pessoas mais importantes.”

Estereótipos e anedotas regionais: Como os brasileiros reagem às flutuações do clima

chamada

Contribuição: Marcus Vinicius Alves

30ºC ou mais

– Baianos vão a praia, dançam, cantam e comem acarajé.
– Cariocas vão a praia, caem na água e jogam futevolei.
– Mineiros comem um queijinho na sombra.
– Todos os paulistas vão para Praia e pra isso enfrentam quilômetros de congestionamento e 2 horas de fila nas padarias e supermercados da região.
– Gaúchos esgotam os estoques de protetor solar e isotônicos da cidade.

25ºC

– Baianos não deixam os filhos saírem ao vento após as 17 horas.
– Cariocas vão à praia, jogam futevolei, mas não entram na água.
– Mineiros comem um feijão tropeiro.
– Paulistas fazem churrasco nas suas casas do litoral.
– Gaúchos reclamam do calor e não fazem esforço devido esgotamento físico.

20ºC

– Baianos mudam os chuveiros para a posição “Inverno” e ligam o ar quente das casas e veículos.
– Cariocas vestem um moletom.
– Mineiros bebem pinga perto do fogão a lenha, tomando uma canja de galinha.
– Paulistas decidem deixar o litoral, começa o trânsito de volta para casa e mais horas de congestionamento.
– Gaúchos tomam sol no parque.

15ºC

– Baianos tremem incontrolavelmente de frio.
– Cariocas se reúnem para comer fondue de queijo.
– Mineiros continuam bebendo pinga perto do fogão a lenha.
– Paulistas ainda estão presos nos congestionamentos na volta do litoral.
– Gaúchos dirigem com os vidros abaixados para refrescar.

10ºC

– Decretado estado de calamidade na Bahia.
– Rio de Janeiro abre a candidatura para as olimpíadas de inverno.
– Mineiros continuam bebendo pinga e colocam mais lenha no fogão.
– Paulistas lotam hospitais e clínicas devido doenças causadas pela inversão térmica.
– Gaúchos fecham as janelas de casa.

0ºC

– Não existe mais vida na Bahia. Nem animal, nem vegetal, nem mineral.
– No Rio, o prefeito veste 7 casacos e lança o “Ixxnoubórdi in Rio”.
– Mineiros entram em coma alcoólico ao lado do fogão a lenha.
– Paulistas não saem de casa e dão altos índices de audiência a Gilberto Barros, Gugu Liberato, Luciana Gimenes e Silvio Santos.
– Gaúchos aproveitam o friozinho gostoso para fazer amor com seus parceiros (as Gaúchas provavelmente estão dormindo).

Anedota: a desumanização do grupo alvo

Origem:Estados Unidos
Grupo alvo: árabes

– Você sabe por que no Iraque não se ensina educação para o trânsito e educação sexual em um mesmo dia ?
– Porque eles não querem gastar o camelo.

Post atualizado para a aula do dia 21/05/2009 (PSI684)

Anedotas: o alvo como avarento

Origem: Estados Unidos
Grupo alvo: Judeus

Um judeu, próspero empresário do ramo de confecções, ao se queixar com um amigo com quem conversava sobre as noites de insônias que estava passando, ouve o batido conselho de contar carneirinhos. Alguns dias mais tarde, mais exausto e deprimido do que nunca, reencontra o amigo que admirado lhe pergunta:
– Alguma coisa deu errada ?
– Estou com um problema com esta história de contar carneirinhos. Na noite passada cheguei a contar dois mil deles. Então eu pensei em tirar a lã dos mesmos e fazer vinte mil casacos. Daí passei o resto da noite preocupado como iria conseguir vinte mil forros para os casacos.

Post atualizado para a aula do dia 21/05/2009 (PSI684)

Anedota: o alvo como estúpido

Origem: Polônia
Grupo alvo: Policiais

Por que os carros de polícia têm listas desenhadas na parte externa da porta ?
– Para os policiais abrirem a porta com facilidade.
– E por que tem um policial sentado dentro do carro com um olhar tão triste ?
– Porque o carro não tem listas pintadas do lado de dentro e ele não sabe como sair do carro.

Post atualizado para a aula do dia 21/05/2009 (PSI684)

Estereótipos nacionais: o padre o argentino

Estereótipos e anedotas regionais: assaltantes

ASSALTANTE BAIANO
Ô meu rei… ( pausa )
Isso é um assalto… ( longa pausa )
Levanta os braços, mas não se avexe não.. ( outra pausa )
Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado ..
Vai passando a grana, bem devagarinho ( pausa pra pausa )
Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado.
Não esquenta, meu irmãozinho, ( pausa )
Vou deixar teus documentos na encruzilhada .

ASSALTANTE MINEIRO
Ô sô, prestenção
issé um assarto, uai.
Levantus braço e fica ketin quié mió procê.
Esse trem na minha mão tá chein de bala…
Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje.
Vai andando, uai ! Tá esperando o quê, sô?!

ASSALTANTE CARIOCA
Aí, perdeu, merrrrmão
Seguiiiinnti,
Tu te fu. Isso é um assalto véio .
Passa a grana e levanta os braços rapá .
Não fica de caô que eu te passo o cerol….
Vai andando e se olhar pra tras vira presunto

ASSALTANTE PAULISTA
Pô, meu …
Isso é um assalto, meu
Alevanta os braços, meu .
Passa a grana logo, meu
Mais rápido meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra
comprar o ingresso do jogo do Curintia meu . Pô, se manda, meu

ASSALTANTE GAÚCHO
O gurí, ficas atento
Báh, isso é um assalto
Levanta os braços e te aquieta, tchê !
Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê.
Passa as pilas prá cá ! E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala..

ASSALTANTE DE BRASILIA
Querido povo brasileiro, estou aqui no horário nobre da TV para dizer que no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas: Energia, Água, Esgoto, Gás, Passagem de ônibus, Imposto de renda, Lincenciamento de veículos, Seguro Obrigatório, Gasolina, Álcool, IPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, COFINS…