Anedotas étnicas: a desumanização do grupo alvo

Origem: Estados Unidos
Grupo alvo: irlandeses

Um judeu, um hindu e um irlandês viajavam juntos, mas caiu a noite e eles não puderam prosseguir com a viagem. Eles então dirigiram-se a uma pensão onde o dono se desculpou por só ter duas camas disponíveis, mas sugeriu que um deles poderia dormir no celeiro, pois lá era um lugar bem quente e confortável. Os viajantes tiraram a sorte e coube ao judeu ir dormir no celeiro.
Poucos minutos depois o dono da pensão ouve algumas batidas na porta e ao abri-la encontra o judeu que exclama:
– O senhor me desculpe, mas encontra-se um porco no celeiro e a minha religião não me permite pernoitar sob o mesmo teto que esse animal.
Coube ao hindu ir para o celeiro. Alguns minutos depois nova batida na porta da dono da pensão. O dono ao abrir a porta se depara com o hindu:
– O senhor me desculpe, mas tem uma vaca no celeiro e a minha religião não me permite pernoitar sob o mesmo teto que esse animal.
Dessa vez coube ao irlandês ocupar o celeiro. Minutos depois nova batida na porta. Dessa vez o dono da pensão abre a porta para a vaca e o porco:
– O senhor nos desculpe, mas não da para dormir com o irlandês que está lá no celeiro.