Estereótipos e humor: gênero e quadros de referência

Duas mulheres conversando:

1ª-Como foi sua transa ontem?

2ª – Uma catástrofe! Meu marido chegou do trabalho, jantou em 3 minutos, depois tivemos sexo durante 4 minutos e após 2 minutos, ele já estava dormindo! E sua transa, como foi?

1ª – Foi fantástica! Meu marido chegou em casa levou-me para jantar e depois passeamos à pé, durante 1 hora até voltarmos para casa. Após 1 hora de preliminares à luz de velas, fizemos sexo durante 1 hora e, no fim, ainda conversamos durante mais 1 hora!

Dois homens conversando:

1° – Como foi tua trepada ontem?

2° – Foi fantástica! Cheguei em casa e o jantar estava na mesa; jantei, dei uma rapidinha e dormi feito pedra! E a sua?

1º – Uma catástrofe! Cheguei em casa e não havia luz porque esqueci de pagar a última conta. Tive que levar minha mulher para jantar fora. A comida foi uma porcaria e caríssima, tão cara que fiquei sem dinheiro para pagar o táxi de volta. Não tivemos outra alternativa senão ir a pé para casa. Chegamos em casa e como não tínhamos eletricidade, fomos obrigados a acender velas! Eu estava tão stressado que precisei de 1 hora até funcionar e uma hora até conseguir terminar. Foi de tal maneira irritante que não peguei no sono durante 1 hora, e fui bombardeado pela minha mulher com uma infindável conversa fiada.

Curso de formação de maridos

Contribuição: Gilcimar Dantas


Curso de Formação de Maridos

Objetivo pedagógico

Permite aos homens desenvolver a parte do corpo da qual ignoram a existência (o cérebro).
São 4 módulos:

Módulo 1: Introdução (Obrigatório)

1 – Aprender a viver sem a mamãe. (2.000 horas)

2 – Minha mulher não é minha mãe. (350 horas)

3 – Entender que não se classificar para o Mundial não é a morte. (500 horas)

Módulo 2: Vida a dois

1 – Ser pai e não ter ciúmes do filho. (50 horas)

2 – Deixar de dizer impropérios quando a mulher recebe suas amigas. (500 horas)

3 – Superar a síndrome do ‘o controle remoto é meu’. (550 horas)

4 – Não urinar fora do vaso. (1000 horas – exercícios práticos em vídeo)

5 – Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário. (800 horas)

6 – Como chegar ao cesto de roupa suja. (500 horas)

7 – Como sobreviver a um resfriado sem agonizar.. (450 horas)

Módulo 3: Tempo livre

1 – Passar uma camisa em menos de duas horas. (exercícios práticos)

2 – Tomar a cerveja sem arrotar, quando se está à mesa. (exercícios práticos)

Módulo 4: Curso de cozinha

1 – Nível 1. (principiantes – os eletrodomésticos) ON/OFF = LIGA/DESLIGA

2 – Nível 2. (avançado) Minha primeira sopa instantânea sem queimar a Panela.

3 – Exercícios práticos Ferver a água antes de por o macarrão.

Cursos Complementares

Por razões de dificuldade, complexidade e entendimento dos temas, os cursos terão no máximo três alunos.

1 – A eletricidade e eu: vantagens econômicas de contar com um técnico competente para fazer reparos.

2 – Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem homossexualidade. (práticas em laboratório)

3 – Porque não é crime presentear com flores, embora já tenha se casado com ela.

4 – O rolo de papel higiênico: Ele nasce ao lado do vaso sanitário? (biólogos e físicos falarão sobre o tema da geração espontânea)

5 – Como baixar a tampa do vaso – passo a passo. (teleconferência)

6 – Porque não é necessário agitar os lençóis depois de emitir gases intestinais. (exercícios de reflexão em dupla)

7 – Os homens dirigindo, podem SIM, pedir informação sem se perderem ou correr o risco de parecerem impotentes. (testemunhos)

8 – O detergente: doses, consumo e aplicação. Práticas para evitar acabar com a casa.

9 – A lavadora de roupas: esse grande mistério.

10 – Diferenças fundamentais entre o cesto de roupas sujas e o chão. (exercícios com musicoterapia)

11 – A xícara de café: ela levita, indo da mesa à pia? (exercícios Dirigidos por Mister M)

12 – Analisar detidamente as causas anatômicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem secar o banheiro depois do banho.

O curso é gratuito para homens solteiros e para os casados damos bolsas.

Estereótipos e anedotas étnicas: numa ilha deserta

Contribuição: Vanda M. dos Santos

Um negro, um judeu e um branco estão perdidos numa ilha deserta e acham uma garrafa mágica que abrem. De dentro dela sai um gênio, q diz q, em agradecimento, realizará um pedido de cada.
O negro diz que deseja que todos os seus irmãos de raça, que foram tão perseguidos durante toda a história, voltem para a África, e que esta se transforme em um continente rico e pacífico, onde possam viver felizes para sempre.
“PRONTO!”, diz o gênio. E o negão desaparece!
O judeu diz que quer algo parecido, mas com a perseguida raça judia: que todos voltem para Israel, a Terra Prometida, e possam lá viver em paz até o fim dos tempos.
O gênio estala os dedos: – JÁ FOI!!!
E desaparece Isaac.
Fica só o branco junto com o gênio, que lhe pergunta:
– Bem, só falta vc… Qual seu pedido???
– Vc quer dizer que todos os negros voltaram para a África, e todos os judeus foram prá Israel, e não vão mais sair de lá???
– Exatamente! Agora falta seu pedido. O q vc vai querer?
– Materialize aí um Martini para eu comemorar!!!

Estereótipos e anedotas: o espelho do português

Contribuição: Alineton Adson

O português procura uma foto sua para enviar à família em Portugal. Como não achou, foi até ao banheiro para pentear o cabelo e sair para tirar uma foto. Ao chegar no espelho percebeu sua imagem refletida e disse:
– “Ora pois vou enviar esse espelho que tem a minha imagem e pronto, não preciso nem gastare dinheiro com foto”.
Quando o embrulho chegou em Portugal, seu pai foi logo abrindo curioso para ver a foto de seu filho. Quando deparou com o espelhou gritou para Maria:
– “Maria venha cá correndo, veja como nosso filho envelheceu, até parece um velho de 60 anos. E ainda está com cara de pinguço”.
Maria ao debruçar no ombro de Manoel, disse:
– “Também pudera, com essa velha feia com cara de puta ao seu lado, só podia mesmo virar alcoólatra”.

Estereótipos e humor: assédio sexual

Contribuição: Gilcimar Dantas

Um casal sai de férias para um hotel-fazenda.
O homem gosta de pescar e a mulher gosta de ler.
Uma manhã, o marido volta da pesca e resolve tirar uma soneca.
Apesar de não conhecer bem o lago, a mulher decide pegar o barco do marido e ler no lago.
Ela navega um pouco, ancora, e continua lendo seu livro.
Chega um guarda do parque em seu barco, pára ao lado da mulher e fala:
– Bom dia, madame. O que está fazendo?
– Lendo um livro – responde e pensa: “será que não é óbvio?”
– A senhora está em uma área restrita em que a pesca é proibida, informa.
– Sinto muito, tenente, mas não estou pescando, estou lendo.
– Sim, mas com todo o equipamento de pesca. Pelo que sei, a senhora pode começar a qualquer momento. Se não sair daí imediatamente, terei de multá-la e processá-la.
– Se o senhor fizer isso, terei que acusá-lo de assédio sexual.
– Mas eu nem sequer a toquei! – diz o guarda.
– É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento. Pelo que sei, pode começar a qualquer momento.
– Tenha um bom dia madame, diz ele. E vai embora.

Estereótipos e humor: concerto do U2 em Lisboa

Contribuição: Alineton Adson

Em um concerto do U2 em Lisboa, Bono (o vocalista da banda) pediu silêncio ao público e começou a bater palmas compassadamente. Olhando para as pessoas, que estavam em silêncio, ele disse ao microfone:
– Eu quero que vocês percebam algo muito sério.
A cada batida de minhas mãos, uma criança morre na África.
Nesse momento uma voz das arquibancadas grita:
– Então para de bater, óh filho da puta!…

Estereótipos e anedotas: dois amigos sem preconceitos

Contribuição: Vanda M. dos Santos

– Vc se acha preconceituoso?
– Eu? Claro que não!
– Nem um pouquinho???
– Nadinha…
– Nada, nada, nada??? Não tem nenhum preconceito por nenhuma raça, religião ou povo???
– Bem… Pensando bem, eu só não sou muito chegado nos alemães…
– Por quê???
– Porque deviam ter acabado de vez com os judeus, mas fizeram um trabalho de preto retado e não conseguiram…

Estereótipos e humor: burrice feminina

Contribuição: Alineton Adson

Qual é a esposa mais burra?
Um Alemão, um inglês e um português competiam para saber quem tinha a mulher mais burra.
O inglês começou :
– É a minha. Ela comprou uma bicicleta com 18 marchas, muito cara, e nem sabe andar de bicicleta!
E o alemão:
– Isso não é nada. A minha mulher mandou construir uma piscina no quintal de casa e não saber nadar!
O português da uma gargalhada e diz :
– Pois a minha mulher é muito mais burra. Ela vai passar o Carnaval em Salvador, comprou uma caixa de camisinhas e nem pinto ela tem!!!