Estereótipos e animação: Smurfs

Contribuição: Elva Valle

A estréia do filme “Os Smurfs”, em 2011, provoca lembranças infantis. E hoje, mais “consciente” do que há pelo menos vinte anos, é fácil perceber que a diferença entre a Smurfete má (morena) e a Smurfete boazinha (loira) vai além de uma mera caracterização estética, e carrega significados mais profundos (e preconceituosos).

  • Smurfete morena: traiçoeira, mentirosa, fingida e má. Os outros Smurfs evitavam ficar perto dela, não aceitam o convite dela para um piquenique.
  • Smurfete loira: recebe presentes, todos os Smurfs ficam interessados nela, e adoram-a.

Quem tiver curiosidade, ou quiser re-lembrar, existem episódios do desenho no YouTube.

A origem da Smurfete

Estereótipos e animação

Contribuição: Elva Valle

Em 2010 foi relançado em dvd e bluray os filmes Fantasia e Fantasia 2000 da Disney.
Na versão original de Fantasia, lançada na década de 1940, existia uma personagem negra estereotipada, no trecho “Sinfonia Pastoral”.
Uma centauro negra (metade humana, metade cavalo) aparecia polindo os cascos de uma outra centauro (mais alta, loira e de feição delicada). Ela surge em poucas cenas de curta duração, mas sempre servindo, arrumando ou colocando um tapete vermelho, para as outras centauros brancas. Ela é representada de forma caricaturada, Sunflower surge como uma servente/empregada, baixinha, e tem traços menos delicados.

Na década de 1960 essas cenas foram excluídas devido ao seu teor estereotipado e preconceituoso. E nas novas versões, a cena existe, porém foi editada para que a Sunflower não aparecesse. Algumas dessas cenas podemos assistir na internet.