Estereótipos, regionalismos e cinema

Contribuição: Bernardo Follador e Elisa Maria Araújo

O trecho do filme “Lisbela e o Prisioneiro” ironiza o estereótipo do carioca esperto. Esta crença, certamente mais difundida entre os próprios cariocas, atribui aos habitantes do Rio de Janeiro características como sagacidade, lábia, carisma e malandragem e tem origem na imagem do bom malandro que freqüentava as boemias ruas da Lapa na primeira metade do século passado. No entanto, nem sempre, os estereótipos são consoantes com as reais características apresentadas pelo indivíduo, como exemplificado com o personagem carioca, no filme em destaque.

Estereótipos regionais: o gaúcho

Contribuição: Milena Magalhães e Aruanã Fontes

O Gaúcho
Mamonas Assassinas

Como todo bom gaúcho,
Eu levanto de manhã,
Dou um soco na mamã,
Dou um cacete na irmã.

Tomo chimarrão fervendo,
Pois eu nunca sinto dor,
Dei um tiro num cachorro,
Porque não o gostei da cor.

Com meu berro eu estremeço,
Desde a terra até o sol,
Cai a noite e eu vou pra casa,
Para por meu baby-dol!!!

A música mostra a rotina de um “bom gaúcho” se comportando como homem “macho” durante o dia. Já em casa, longe do olhar dos outros, assume seu gosto pelo traje tipicamente feminino, o “baby-dol”. Com isto os autores da música passam a idéia de que o típico gaúcho seria um homossexual “encubado”- que esconde a sua identidade sexual.

Estereótipos e anedotas regionais: Como os brasileiros reagem às flutuações do clima

chamada

Contribuição: Marcus Vinicius Alves

30ºC ou mais

– Baianos vão a praia, dançam, cantam e comem acarajé.
– Cariocas vão a praia, caem na água e jogam futevolei.
– Mineiros comem um queijinho na sombra.
– Todos os paulistas vão para Praia e pra isso enfrentam quilômetros de congestionamento e 2 horas de fila nas padarias e supermercados da região.
– Gaúchos esgotam os estoques de protetor solar e isotônicos da cidade.

25ºC

– Baianos não deixam os filhos saírem ao vento após as 17 horas.
– Cariocas vão à praia, jogam futevolei, mas não entram na água.
– Mineiros comem um feijão tropeiro.
– Paulistas fazem churrasco nas suas casas do litoral.
– Gaúchos reclamam do calor e não fazem esforço devido esgotamento físico.

20ºC

– Baianos mudam os chuveiros para a posição “Inverno” e ligam o ar quente das casas e veículos.
– Cariocas vestem um moletom.
– Mineiros bebem pinga perto do fogão a lenha, tomando uma canja de galinha.
– Paulistas decidem deixar o litoral, começa o trânsito de volta para casa e mais horas de congestionamento.
– Gaúchos tomam sol no parque.

15ºC

– Baianos tremem incontrolavelmente de frio.
– Cariocas se reúnem para comer fondue de queijo.
– Mineiros continuam bebendo pinga perto do fogão a lenha.
– Paulistas ainda estão presos nos congestionamentos na volta do litoral.
– Gaúchos dirigem com os vidros abaixados para refrescar.

10ºC

– Decretado estado de calamidade na Bahia.
– Rio de Janeiro abre a candidatura para as olimpíadas de inverno.
– Mineiros continuam bebendo pinga e colocam mais lenha no fogão.
– Paulistas lotam hospitais e clínicas devido doenças causadas pela inversão térmica.
– Gaúchos fecham as janelas de casa.

0ºC

– Não existe mais vida na Bahia. Nem animal, nem vegetal, nem mineral.
– No Rio, o prefeito veste 7 casacos e lança o “Ixxnoubórdi in Rio”.
– Mineiros entram em coma alcoólico ao lado do fogão a lenha.
– Paulistas não saem de casa e dão altos índices de audiência a Gilberto Barros, Gugu Liberato, Luciana Gimenes e Silvio Santos.
– Gaúchos aproveitam o friozinho gostoso para fazer amor com seus parceiros (as Gaúchas provavelmente estão dormindo).