Estereótipos e humor: gênero e quadros de referência

Duas mulheres conversando:

1ª-Como foi sua transa ontem?

2ª – Uma catástrofe! Meu marido chegou do trabalho, jantou em 3 minutos, depois tivemos sexo durante 4 minutos e após 2 minutos, ele já estava dormindo! E sua transa, como foi?

1ª – Foi fantástica! Meu marido chegou em casa levou-me para jantar e depois passeamos à pé, durante 1 hora até voltarmos para casa. Após 1 hora de preliminares à luz de velas, fizemos sexo durante 1 hora e, no fim, ainda conversamos durante mais 1 hora!

Dois homens conversando:

1° – Como foi tua trepada ontem?

2° – Foi fantástica! Cheguei em casa e o jantar estava na mesa; jantei, dei uma rapidinha e dormi feito pedra! E a sua?

1º – Uma catástrofe! Cheguei em casa e não havia luz porque esqueci de pagar a última conta. Tive que levar minha mulher para jantar fora. A comida foi uma porcaria e caríssima, tão cara que fiquei sem dinheiro para pagar o táxi de volta. Não tivemos outra alternativa senão ir a pé para casa. Chegamos em casa e como não tínhamos eletricidade, fomos obrigados a acender velas! Eu estava tão stressado que precisei de 1 hora até funcionar e uma hora até conseguir terminar. Foi de tal maneira irritante que não peguei no sono durante 1 hora, e fui bombardeado pela minha mulher com uma infindável conversa fiada.

Estereótipos e terceira idade: vida sexual

Contribuição: Bernardo Follador e Luzia Mascarenhas


Durante muito tempo foi disseminado o estereótipo da terceira idade como uma fase onde a vida sexual chegava ao fim. Hoje essa crença tem perdido força e já há provas de que não há nenhum relógio biológico que dite até quando fazer sexo.

Abaixo segue o link de uma charge sobre o tema:

http://charges.uol.com.br/2004/03/02/cotidiano-sem-descanso/

Estereótipos e idade: a terceira idade e o sexo

Contribuição: Clara Vasconcelos


Em novembro de 2008, o ministério da saúde lançou a campanha: “Sexo não tem idade. Proteção também não”. Pela primeira vez, pessoas da terceira idade se tornam público de uma campanha de prevenção a AIDS. Tal ausência de investimentos anteriores neste público alvo, nos remete aos estereotipos que a sociedade cultiva em relação a pessoas mais idosas.

Segue informações sobre campanha http://images.google.com/imgres?imgurl=http://www.tubarao.sc.gov.br/f/noticias/31594-31605-P.jpg&imgrefurl=http://www.tubarao.sc.gov.br/secretarias/comunicacao-social/noticias/campanha-contra-a-aids-tera-distribuicao-de-preservativos-em-bailes-de-idosos&usg=__YbyvycpQMUAZUKWyoGJ3sixDeNc=&h=175&w=196&sz=16&hl=pt-BR&start=19&um=1&tbnid=9SJ7rZO9tB-oLM:&tbnh=93&tbnw=104&prev=/images%3Fq%3Dcampanha%2Bcontra%2Baids%2Bna%2Bterceira%2Bidade%26hl%3Dpt-BR%26client%3Diceweasel-a%26rls%3Dorg.debian:pt-BR:unofficial%26sa%3DN%26um%3D1