II Seminários abertos sobre Estereótipos, Preconceitos e Exclusão Social: Maturidade II

II Seminários abertos sobre Estereótipos, Preconceitos e Exclusão Social
Maturidade: possibilidades e limites
Maria Augusta dos Santos
Clube da Melhor Idade Viver a Vida
01 de outubro de 2010
Universidade Federal da Bahia
LEPPS

Estereótipos e idade: a sexualidade na velhice

Contribuição: Daiana Nogueira e Elisa Maria Araújo


Para algumas pessoas a imagem abaixo pode desencadear atitudes de surpresa e recriminação, devido a crença compartilhada sobre a inatividade sexual durante a velhice. À despeito de algumas inegáveis limitações biológicas advindas da idade, o relacionamento sexual entre idosos é,sim, possível, pois é influenciado preponderamente por fatores de ordem subjetiva. O amor, o desejo e a atração são sentimentos que independem da idade, ou qualquer outro dado demográfico.

Estereótipos e idade: a terceira idade e o sexo

Contribuição: Clara Vasconcelos


Em novembro de 2008, o ministério da saúde lançou a campanha: “Sexo não tem idade. Proteção também não”. Pela primeira vez, pessoas da terceira idade se tornam público de uma campanha de prevenção a AIDS. Tal ausência de investimentos anteriores neste público alvo, nos remete aos estereotipos que a sociedade cultiva em relação a pessoas mais idosas.

Segue informações sobre campanha http://images.google.com/imgres?imgurl=http://www.tubarao.sc.gov.br/f/noticias/31594-31605-P.jpg&imgrefurl=http://www.tubarao.sc.gov.br/secretarias/comunicacao-social/noticias/campanha-contra-a-aids-tera-distribuicao-de-preservativos-em-bailes-de-idosos&usg=__YbyvycpQMUAZUKWyoGJ3sixDeNc=&h=175&w=196&sz=16&hl=pt-BR&start=19&um=1&tbnid=9SJ7rZO9tB-oLM:&tbnh=93&tbnw=104&prev=/images%3Fq%3Dcampanha%2Bcontra%2Baids%2Bna%2Bterceira%2Bidade%26hl%3Dpt-BR%26client%3Diceweasel-a%26rls%3Dorg.debian:pt-BR:unofficial%26sa%3DN%26um%3D1

Artigo publicado: Third-Person Effect

Título: Moving Beyond the Perceptual Component of the Third-Person Effect: The Influence of Presumed Influence on Behavior

Autor: Guy J. Golan

Periódico: American Behavioral Scientist 2008;52 143-146

Resumo: clique aqui para obter