Grupos de ódio na internet: rock na veia

Contribuição: Patrícia Carvalho

“A internet é um ambiente para todos os gostos e atividades. Se você precisa fazer uma pesquisa a respeito de detrminado assunto, ou pra passar o tempo mesmo, tem tudo o que se precisa pra tudo! Mas, como tudo que envolve a livre expressão, está passiva de abrigar perspectivas extremistas e preconceituosas.
No orkute, por exemplo,é possível encontrar comunidades que declaram ódio a diversos grupos sociais, de gays a pagodeiros.
Na comunidade acima “ero, ero eu odeio os pagodeiro”, com a decrição que se segue, estão postadas inúmeras idéias e provocações ao grupo dos pagodeiros.
“O mundo so sera perfeito quando o ultimo pagodeiro morrer enforcado com a corda de uma guitarra!!!
Essa comunidade foi feita para aqueles que odeiam o pagode.
ROCK NA VEIA”

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=8538202

Grupos de ódio na internet: pagodeiros

Contribuição: Lucas Carneiro e Aílton Araújo

Este post retrata a capacidade de certos sujeitos com relação aos seus gostos individuais, uma vez que devera prevalecer aquilo que me faz bem mesmo que desmereça a uma maioria. O jazz , tango, musica clássica, assim como o pagode, fazem parte de um contexto cultural de um povo como sua forma de representação social, onde se revela a idiossincrasia do individuo.

Grupos de ódio na internet

Contribuição Janielly Braz

Militantes e grupos que promovem o ódio, aproveitam o anonimato na internet como forma eficaz de fomentar suas idéias e aumentar o número de seguidores. Em 2008 houve 25% de aumento no número de comunidades que atribuem ódio a algum grupo específico, sendo mais comum as direcionadas a negros, judeus, gays, católicos e muçulmanos. Abaixo um exemplo de comunidade, a interação entre os usuários e como a polícia age na tentativa de barrar esse tipo de ação no mundo virtual.

Links
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u109668.shtml
http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1124601-6174,00.html

Grupos de ódio na internet: mina mano

Contribuição: Aruanã Fontes e Milena Magalhães

No orkut podemos encontrar muitas comunidades que expressam ódio a um grupo ou pessoa. Dentre essas podemos encontrar um comunidade com 28.748 participantes que dizem odiar as chamadas “mina mano”. Na descrição podemos perceber como eles classificam o grupo de garotas que pertenceria a esse grupo, atribuindo-lhes caracteristicas e expressões negativas. No item referente a categoria da comunidade no orkut eles optaram por “Animais: de estimação ou não”, resaltando a maneira pejorativa com vêem esse grupo.

Descrição:

Substantivo:
Mina-mano; A mina dos mano; (plural) vadias, jumbeiras, fogueteiras, etc.
1.(Brasil) Elemento; portadoras de DSTs, drogadas, analfabetas.
Atividades:
Assaltar a carteira da mãe, se drogar e engravidar aos 15 de algum nóia no baile funk ou no show do Racionais.
Etimologia:
Derivação por sufixação: A mina+Os mano+Teste de DNA pra saber quem é o pai dos pivetes.

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=1939254

Movimento Desencalha Wanderson

Contribuição: Marcus Vinicius Alves

A internet semeia as possibilidades mais peculiares e abre as mais inacreditáveis portas, mesmo que sejam as portas da igreja! Wanderson se assume “encalhado” e sem nenhuma vergonha criou um site com o intuito de encontrar a moça ideal (pelo menos para ele). A inusitada idéia nos faz refletir sobre o senso do ridículo? Sobre a incansável busca da alma gêmea? Sobre as  mulheres deixando homens a míngua? Talvez sobre tudo isso, mas principalmente, sobre quem vai desencalhar o rapaz!
Além de pedir perdão por todos os pecados já cometidos em vida, Wanderson (se lê “Uanderson”) faz uma lista singela com os pré-requisitos necessários para ser o seu par diante do padre (ou pastor). Como exemplo temos a elegante “(uma mulher que) nunca tenha sido ‘atriz de filme erótico'”, apelando pelo menos pela não vivência profissional e pública da sua futura senhora em camas de redondas. Talvez o intuito fosse antes requerir uma moçoila em plena virgindade, mas Wanderson não é bobo e sabe que, pra quem quer desencalhar logo, exigir milagres é crer demais.

Clique aqui para acessar a página do Wanderson

Estereótipos e aparência física: no orkut

Contribuição: Clara Vasconcelos & Daiana Nogueira

O site de relacionamentos Orkut, dentre outras ferramentas, oferece a oportunidade do seu associado postar fotos que podem ficar visíveis a todos os demais associados. No início, o Orkut suportava apenas 12 fotos em cada perfil de seus associados. Recentemente, este site de relacionamentos aumentou a sua capacidade de receber fotos assustadoramente. Comportando inúmeros albuns com cem fotos cada. É bastante visível que estas fotos muitas vezes são maneiras de promover-se em um universo onde a beleza e a aparência são valorizadas a ponto de influênciar a quantidade de amigos e popularidade dos indivíduos em comparação com os demais associados.
A beleza é tão importante para tal site de relacionamento que recentemente, o Orkut publicou uma pesquisa sobre as percepções de seus usuários sobre suas próprias aparências físicas:  http://blog.orkut.com/2007/11/tendncias-do-orkut.html
Além disso, observa-se que os estereótipos acerca do que é belo, ou não, são muito nítidos, como demonstram as comunidades:

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=36834786;

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=745986

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=27631092

Ainda é valido salientar que estas comunidades (com suas fotos de apresentação) e as fotos postadas pelos usuários tendem a seguir o padrão de beleza vigente na atualidade, valorizando aspectos como a magreza, cabelos lisos e loiros e pele clara. Revelando, portanto, um processo de homogenização, e a consequente exclusão daqueles que não estão afinados com o requerido padrão.