Camisa 10

Contribuição: Leandro Muniz

A camisa 10 vestiu e continua a vestir grandes craques do futebol: Pelé, o rei; Maradona, deus para muitos; Zico, o galinho dos pés certeiros; Zidane, o clássico; Riquelme, o maestro, Ronaldinho Gaúcho, o showman; e outros gênios da meia-canja, tais como Platini, Totti, Del Piero, Juninho Pernambucano, Nedved, Rivaldo… É fato que a 10 pode ser vestida por todo jogador de um time, do goleiro ao terceiro goleiro, mas ela geralmente é destinada àquele jogador que tem um estilo extraordinário, uma técnica ultra. O CAMISA 10:

  • “é experiente, rodado, com seus 33 anos, que oriente o time e saiba passar bem a bola”

Edilson, enérgico trabalhador da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA, é torcedor do Bahia

  • “é o organizador, tem que ter inteligência apurada, uma visão de jogo boa pra deixar os outros jogadores na cara do gol”

Rodrigo, segurança da faculdade, a enciclopédia do Bahia

  • “ele tem que ser habilidoso, armar o jogo, ser o garçom, não precisa ser muito marcador, é autoconfiante, o principal jogador”

Judson, colega de Psicologia, torcedor são paulino

  • “é o cara da ligação, tem que passar bem, fazer a diferença”

Marcão, colega de Ciências Sociais, é Bahia

  • “é o craque, o cabeça do time, o que bate falta, cobra escanteio, o passe perfeito”

Vitor Bahia, empresário soteropolitano, o time já está no nome

  • “é o bom jogador, o craque do time, o melhor que tem no time”

Anderson, colega de Psicologia, torcedor do tricolor de aço

  • “é o craque, o salvador da pátria, o herói, o maestro, o diferenciado, o gênio”

Rafael, colega de Psicologia, (advinha!?) é tricolorido

  • “é o bom jogador, o craque, o inteligente”

Diogo, colega de Psicologia, é torcedor do vitorinha (existe um!)