Notícia do dia: El pase a la final bate un nuevo récord de audiencia

Quem te viu, quem te vê. No fim do ano passado, a seleção espanhola acumulava uma série derrotas, usualmente jogando muito mal. O maltratado, à época, técnico espanhol, quase incapaz de suportar o peso das próprias pernas, parecia condenado ao fracasso. Sabe-se lá por que, de empate em empate, uma vitória magra de vez em quando contra adversários fracos e jogando um futebol sempre contestado, Luis Aragonés foi se mantendo no cargo.  Imagino que só na quarta feira, às 22:26, após um passe magistral de Cesc Fábregas, enquanto  17.150.000 espanhóis que acompanhavam na telinha da Cuatro testemunharam a definição impecável do centro avante David Silva, o velho técnico pode se reconciliar com a certeza de que a equipe espanhola superara um velho obstáculo. Imagino, no entanto, que a velha atitude flamenca tenha transformado esta certeza inicial, factual, numa crença que, imagino, no momento deve ser compartilhada por todo espanhol: desta vez, não tem jeito. Clique aqui para ler a matéria de El País.

A cara da alegria

As imagens da decepção

Racismo no futebol: novo episódio

Contribuição : Leandro Muniz

Desta vez, na Rússia. De acordo com a matéria da Agência EFE, publicada no Lance!net, o jogador camaronês Tchuisse (de branco, na foto), de uma clube da segunda divisão russa foi expulso após ter respondido com um gesto obsceno aos persistentes insultos da torcida da equipe adversária, afinal multada na astronômima quantia de US$ 2,3 mil doláres. Clique aqui para ler a matéria.