Um comentário sobre “Londres: os negros e a polícia

  1. Ela agiu como o policial que por várias vezes não escutou o neto dele, não ouviu o que ele tinha a dizer, simplesmente o parou e o revistou, acusou antes de escutar, ela com o seu comportamento, só deu um exemplo claro de tudo que o Mr. Dowe dizia. A tentativa dela de retirar do discurso dele , em tom acusatório, algum sinal de envolvimento nos conflitos em Londres, fazendo com que ele precisasse ser escutado e dissesse: “Tenha algum respeito”, só ajudou a ratificar a conveniente surdez dela, do policial e de seus pares em não aceitar a verdade, exerceu mais uma vez o seu poder de calar a minoria, interrompendo ali a entrevista. Ele não disse o que ela queria, então ela não escutou nada do que ele dizia mas não precisou, ela ajudou Mr.Dowe a dar um exemplo do que ele estava falando.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s