Discriminação nos consultórios médicos

Notícia distribuída pela agência de notícia EFE e publicada hoje no jornal O Globo alude a um estudo publicado no Journal of the American Medical Association cujos resultados sugerem que os médicos e enfermeiros norte-americanos prescrevem e oferecem menos analgésicos opiáceos a negros e latinos por suspeitarem que esses pacientes exageram os sintomas para obter a droga para uso ou para a venda.
Leia a notícia completa aqui.
Clique aqui para obter o artigo no formato PDF (use o Portal de Periódicos da CAPES).
Clique aqui para obter o resumo do artigo