Notícia do dia: para especialistas, preconceito incentiva e facilita o tráfico de pessoas

As consequências do preconceito se manifestam em vários níveis e nos mais diversos domínios. Nas palavras de Thaís Dumet, coordenadora do projeto de Combate ao Tráfico de Pessoas da OIT, “temos uma sociedade machista, adultocêntrica e preconceituosa. O tráfico de pessoas é objeto de preconceito porque atinge mulheres, negros, pobres, crianças, e a população segregada socialmente”. Clique aqui para ler a reportagem publicada no UOL.