Estereótipos e Música: Margareth Menezes e o Pagode

Contribuição: Bernardo Follador


Margareth Menezes expressou recentemente sua opnião a respeito da “quebradeira” baiana. Em um debate realizado, junto com Marcelo Yuka e Serginho da banda Adão Negro, na UCsal a cantora ao ser questionada sobre a falta de conteúdo nas letras das músicas baianas acabou generalizando e direcionando suas críticas aos pagodeiros.

Autor: Marcos E. Pereira

Professor do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (Mestrado e Doutorado) da Universidade Federal da Bahia. O currículo Lattes pode ser acessado no site http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4799492A6

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s