Estereótipos e profissão: rei da bola

Contribuição: André Oliveira


Todo menino, toda criança brasileira ja teve aquele sonho. Aquele sonho mágico. A de ser jogador de fuetebol… Um estereótipo de perfeição. De ganhar dinheiro fazendo o que gosta. Sempre com o pensamento que tudo é as “mil maravilhas”… Sendo que muitas vezes não é, muitos sonhos são desfeitos, muitos sonhos que só acontecem no imaginario de um menino.

3 comentários sobre “Estereótipos e profissão: rei da bola

  1. Realmente um sonho de todo menino. O estereótipo da profissão ideal para muitos brasileiros. Engraçado que na hora que eu li “mil maravilhas” e “fazendo o que gosta” me veio em mente a imagem de Adriano. Vida de jogador não é essa moleza toda.

  2. Possivelmente não só o futebol e “fazer o quê gosta” estão envolvidos neste esteriótipo de perfeição. Os jogadores de futebol, hoje em dia, são muito mais do que profissionais que trabalham com o esporte, pois seus comportamentos colaboram com o intenso esterótipo de sempre estarem acompanhados de bonitas (e loiras) mulheres, exibir o lançamento de carro mais caro do ano, usar muitos adereços chamativos(e valiosos) pelo corpo, além das aquisições de inúmeras mansões pelo mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s