Estereótipos regionais: uma nova distribuição territorial

Contribuição: André Oliveira

Este demarcação territorial do Brasil faz com que possamos perceber o quanto de estereótipo temos em relação às regiões. Com isso, por exemplo, no Norte, por considerar “só mato”, faz com que tenhamos um imagem de que la só tem indígena, e na verdade não é assim. Outro exemplo, é pensar que o nordeste como todo é a Bahia, passando a imagem do nordestino, e do baiano como preguiçoso.

4 comentários sobre “Estereótipos regionais: uma nova distribuição territorial

  1. Uma característica marcante dos estereótipos é justamente essa, simplificar características complexas e tomar a perte pelo todo; restringir a percepção àquilo que se tem por “marca registrada” dequele grupo, que passa a ser reconhecido apenas por um adereço, palavra ou comportamento que apresente.
    No caso do estereótipo do nordeste e da Bahia, além de reduzir a região ao estado, genereliza os baianos como lerdos, preguiçosos, burros e festeiros.
    É tão provável que todo baiano seja assim quanto que todo carioca seja legal e adore praia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s