8 comentários sobre “Estereótipos e profissão: ser psicólogo é…

  1. Deve ser por isto tanto descrédito a Psicologia…as vezes parece que tanto ela como os psicólogos parecem beirar a santidade…

  2. A maioria das definições é psicanalítica. É sempre assim no senso-comum: Fala-se de psicólogo, lembra-se do psicanalista.

  3. Concordo com Marinês, e ainda acrescento mais, parece que o psicólogo é um detentor de um conhecimento nulo, falho, infantil, paupérrimo de estudos científicos que comprovem processos psicológicos, mentais, comportamentais, cognitivos.
    Não sei quem mais coopera com essa crença, se as teorias “ditas” científicas, pretensamente se chamando até de contra-científicas ou os próprios alunos, envolvidos na esfera do não-saber coisa nenhuma e do viajar na maionese, como se a psicologia fosse uma pura troca de termos (por exemplo: não se engana, tem ato falho) e falácias desprovidas de sentido. O problema não é com a teoria, é não saber a teoria e confundir tudo. Qualquer coisa vira TOC, qualquer coisa vira TDAH, e a culpa é dos seus pais, neném.

    Ao invés de “vem cá, meu nego, se aprochega no meu ombro que eu te faço um cafuné” o velho psicologuês “comecemos a sessão, $90 por hora, com mais dez paus te interpreto um sonho.”. Mudando a forma de falar, mantendo a mesma profundidade.

    1. grosso e insensível… vc deve ser um deslocado da vida… um a mais… imperceptível que age com essas atitudes em troca de um minimo de atenção… vá procurar um psicologo… precisa se resolver…

  4. vou fazer vestibular pra psicologia e quero passar na ufba (se deus quiser eu consigo) e fico imaginando como deve ser irritante essas coisas aí, tipo, de achar que psicólogo é bonzinho e tal.

  5. O bom da psicanálise é que ela sempre encontra uma saída de acusar a gente de uma coisa que supostamente fazemos e nem sequer estamos conscientes disso. Se não estamos conscientes do porque do modo como agimos, então não podemos nunca argumentar ao nosso favor. Claro, apenas que recorramos a um psicanalista, qe nos ajude a entender, e assim, de uma forma ou de outra endossamos a teoria que nos acusa.

    Outros corpos teóricos também executam o mesmo estratagema retórico para aprisionar toda espácie de vítima em seu mecanismo devorador. O marxismo utíliza esse método subréptico de manipulação da realidade. Então caro amigo alienado, você não sabe porque está nessa situação de desemparo, e é incapaz de responder por si, não pode defender-se sozinho sem a proteção de alguém que conheça profundamente as raízes do mal social que te assola. Então o jornalista, o professor, o político, o Estado fornecem as diretrizes explicativas da sua vida. Então você deixa de ser alienado, e a teoria é retroalimentada.

    A história é longa… seria ótimo falar pessoalmente sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s