Hipóteses 36 e 37

Como o nível de satisfação coma vida se relaciona com as crenças? Como esta está associada com os sistemas de crenças? E em que medida se associa om a avaliação das instituições? Antes de apresentarmos e discutirmo as hipóteses relativas ao constructo satisfação com a vida, plotamos no gráfico abaixo a evolução dos escores de satisfação ao longo do tempo, gerado pela solução Forecast, modelo de suavização exponencial do SPSS,

Hipótese 36 – Satisfação: CT < > CJ

Uma ANOVA simples não evidenciou qualquer diferença entre participantes que aderem ao CT e CJ em relação ao grau de satisfação coma vida (F(1, 1089) = 0,383 , p = .536) .

Hipótese 37 – satisfação coma vida: o escore da satisfação com a vida se associará positivamente com a confiança nas instituições

Para testar a hipótese 37 rodamos três correlação simples, frequentistas e bayesianas, entre a satisfação coma vida e o índice de confiança em cada uma das modalidades de instituições. Todas as correlações foram significativas e positivas, ma com intensidades variadas.

A coeficiente de correlação entre satisfação e as IRPS foi de 0.300 e o fator bayesiano alcançou 3.396e+21. A análise sequencial evidenciou que os resultados se mostraram compatíveis com as hipóteses desde o início da coleta, conforme visto no gráfico abaixo.

Os dados relativos à correlação entre satisfação e IDSA, embora significativos, foram menos intensos (r2 = 0.109/ BF = 29,6) e, conforme observado no gráfico abaixo, tornaram-se compatível com o postulado pela hipótese após o registro de mais de três centenas de participantes.

A correlação com as IICC também se mostrou compatível com a direção postulada na hipótese 7, pois o coeficiente produto-momento de Pearson foi de 0,182 e o fator bayesiano de 5,3e+6. A direção do gráfico sequencial evidencia um crescimento lento, porém constante, suporte à hipótese.

Voltar à página de discussão das hipóteses

Blog no WordPress.com.
%d blogueiros gostam disto: